Diário Online

Iniciar impressão | Voltar para página


Sexta-Feira, 04/01/2019 - 09h57

Imagens mostram precariedade nas obras do Hospital Abelardo Santos em Belém. Veja o vídeo

Imagens mostram precariedade nas obras do Hospital Abelardo Santos em Belém. Veja o vídeo (Foto: Thiago Gomes/Agência Pará)
Imagens mostram precariedade nas obras do Hospital Abelardo Santos em Belém. Veja o vídeo (Foto: Thiago Gomes/Agência Pará)

A vistoria feita pelo governador Helder Barbalho, no hospital Abelardo Santos, em Icoaraci, na tarde de quarta-feira (3), expôs uma realidade bem complicada das obras. Os muitos serviços que ainda precisam ser realizados no local demonstram que não havia condições de haver inauguração como queria o ex-governador Simão Jatene, no final do ano passado, o que acabou sendo proibido pela Justiça.

Área da marcenaria com vários equipamentos parados (Foto: Thiago Gomes/Agência Pará)

Diante do quadro, Helder solicitou à Auditoria Geral do Estado (AGE) uma revisão de mais de 170 milhões de reais em contratos que foram realizados para a construção do Hospital que já dura cinco anos.

Cozinha, farmácia e lavanderia sem condições de funcionamento. Veja a galeria de imagens


Segundo Helder Barbalho, pelo valor total dos contratos, o preço de construção de cada metro quadrado teria saído por mais de R$ 14,5 mil, alvo de críticas por parte do governador.

“O metro quadrado mais caro do Brasil”, destacou.

Alagamento em parte do piso do hospital Abelardo Santos (Foto: Thiago Gomes/Agência Pará)

A contratação da Organização Social (OS), realizada pelo governo anterior, e que ja recebeu um valor acima de 30 milhões de reais, também foi criticada por Helder em entrevista à imprensa.

“Esta OS já recebeu R$ 31 milhões de reais sem que o hospital esteja funcionando”, protestou.

A equipe da RBATV acompanhou a vistoria feita pelo governador.

Acompanhe:

(Com informações da Agência Pará e RBATV)


Iniciar impressão | Voltar para página

Endereço da página:

Endereço do site: