Diário Online

Iniciar impressão | Voltar para página


Sábado, 29/12/2018 - 08h14

Escolha a bebida perfeita para cada festa de Réveillon

Que o Réveillon merece um brinde, não há dúvidas. Mas será que o espumante é realmente indispensável, quando se tem uma imensa oferta de bebidas disponíveis para todos os gostos? 

Bem, se você é do tipo tradicional, invista nas borbulhas, mas se quer fugir do óbvio, Luis Fernando Perin, professor de Gastronomia da Anhembi Morumbi, integrante da rede internacional de universidades Laureate, afirma que a liberdade de escolha e o gosto pessoal superam qualquer regra de etiqueta ou harmonização. 

“Réveillon é tempo de celebrar e, para isso, mais do que a etiqueta, o importante é brindar com o que mais agradar o seu paladar”, afirma Perin.

Para quem tem dúvidas e quer uma ajudinha para escolher bebidas que combinem com a ocasião, o local, o clima e até com as pessoas que estarão na comemoração, o docente, que é especialista em festas e eventos gastronômicos, preparou algumas dicas.


Para cada ocasião, uma opção ideal

- Réveillon na Praia

“Aqui, eu não dispenso algo com bolhas: pode ser um espumante, um Cava, um champanhe, ou qualquer outro correspondente. Pode ser caro, barato, gelado, quente ou com areia, mas o que vale é a comemoração”, brinca. Para Perin, são bebidas com o “incrível poder de trazer alegria e conforto para os corações”. 

“Se eu pudesse escolher, não escolheria uma Cristal Rose (essa eu deixaria para uma ocasião especial)”. Uma boa pedida, segundo Perin, é o Luiz Argenta Cave – espumante nacional feito pelo método tradicional (o mesmo de champagne) e envelhecido por 48 meses. “Excelente custo benefício, em função da altíssima qualidade. Beba bem gelado”.

- Comemoração em família

Um bom vinho é a indicação. “Tenho uma família italiana e, em nossas comemorações, come-se muito, o tempo todo. Escolheria um vinho tinto feito com a uva Primitivo, de Puglia, sul da Itália - um vinho muito saboroso e fácil de beber. Combina perfeitamente com uma ceia à base de carnes mais pesadas”.

- Festa com amigos

“Essa semana eu fui no supermercado e encontrei uma água tônica orgânica que era cor-de-rosa. Eu usaria essa tônica para fazer um Gim Tônica e serviria em uns copos gigantes, daqueles de servir Dry Martini para brindar com meus amigos”.

-l Festa na piscina 

“Aqui o infalível é o bom e velho Aperol Spritz!”, enfatiza. “Sirva em taças bem grandes de vinho Bordeaux. Acho que a cor alaranjada desse drinque, em taças grandes, o deixa muito chique”, dá a dica.

- Festa com colegas

Para uma festa com colegas não tão chegados ou parceiros de trabalho, o especialista recomenda uma sangria, que confere um ar de descontração, além de ser uma bebida leve e refrescante. “Já se a pessoa vai passar o Ano-Novo na casa do namorado, ou namorada, que tal levar um bom vinho tinto para dar de presente para o futuro sogro e garantir uma boa impressão?”, sugere.

- Balada ou clubes

“Sem dúvida, um Mojito, em um copo long drink bem alto e lotado de gelo, combina perfeitamente com a balada e ainda tem a refrescância da hortelã, perfeita para o verão”.

- Navios

Dentro de um navio, com uma infraestrutura imensa, as opções de bebidas são inúmeras. É possível escolher entre drinques, espumantes, vinhos etc., tudo na temperatura correta e servidos nos copos mais adequados. “É tudo incrível. Já viajei algumas vezes de navio e sempre encontrei tudo muito correto nos bares”, conta. 

- Sítio, fazenda ou hotel-fazenda 

“Vamos de caipirinha ou uma cerveja bem gelada, né? Nesse caso, prefira as de trigo (Weiss), que são mais leves e refrescantes”. 

- Praças e locais públicos na cidade

Já para quem vai passar o Réveillon em locais públicos e, normalmente tumultuados, Luis Perin afirma que a escolha é livre. “Vale um pouco de tudo, mas vai ser difícil você manter a sua bebida gelada e, além disso, todo mundo vai querer um gole”.

(Diário do Pará)


Iniciar impressão | Voltar para página

Endereço da página:

Endereço do site: