Diário Online

Iniciar impressão | Voltar para página


Sábado, 17/11/2018 - 10h16

Duas embarcações são apreendidas com quatro toneladas de pescado

Duas embarcações são apreendidas com quatro toneladas de pescado (Foto: Divulgação)
Duas embarcações são apreendidas com quatro toneladas de pescado (Foto: Divulgação)

Na última quarta-feira (14), o Navio-Patrulha Bracuí, subordinado ao Comando do Grupamento de Patrulha Naval do Norte, e o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), apreenderam duas embarcações realizando pesca ilegal no litoral do estado do Maranhão. Na ocasião, o Navio realizava Operação de Patrulha Naval, a fim de fiscalizar e reprimir o descumprimento da Lei da Segurança do Tráfego Aquaviário (Lesta) e a pesca ilegal nas águas sob jurisdição do Comando do 4º Distrito Naval.

Além de estarem de posse de cerca de quatro toneladas de pescado ilegal, as duas embarcações infringiram a Lei de Segurança do Tráfego Aquaviário (não portavam qualquer documento ou não estavam com condutor habilitado).

As embarcações Real Madrid e Pesca e Cia serão entregues à Capitania dos Portos da Amazônia Oriental e a carga foi apreendida pelo Ibama.

A operação foi conduzida pelo Navio-Patrulha Bracuí com recursos disponibilizados pela Secretaria da Comissão Interministerial para os Recursos do Mar (Secirm) provenientes do Programa de Avaliação, Monitoramento e Conservação da Biodiversidade Marinha (Revimar) em parceria com o Ibama para fiscalização de pesca ilegal.

Segundo o comandante do Grupamento de Patrulha Naval do Norte, capitão de Mar e Guerra Ricardo Jaques Ferreira, o uso de inteligência para a identificação das áreas de concentração de pesca e a parceria com o Ibama foram fundamentais para o sucesso da operação. “Trabalhamos pela segurança da navegação e contribuímos para o uso racional de nossos recursos naturais no mar”, afirmou.

O Navio retornou para a Base Naval de Val-de-Cans, em Belém, com as embarcações apreendidas, na noite da última quinta-feira (15).

(Diário do Pará)


Iniciar impressão | Voltar para página

Endereço da página:

Endereço do site: