Esporte / Pará

TROCAR A CHAVE

Paysandu vê necessidade de jogar a Série C com outra mentalidade

Quinta-Feira, 18/04/2019, 09:56:38 - Atualizado em 18/04/2019, 13:25:13 Ver comentário(s)

EDIÇÃO ELETRÔNICA

Paysandu vê necessidade de jogar a Série C com outra mentalidade  (Foto: Jorge Luiz/Paysandu)
Vinicius Leite pede que o elenco bote a cabeça no lugar a partir de agora (Foto: Jorge Luiz/Paysandu)

Depois do anúncio das três primeiras contratações para a Série C do Campeonato Brasileiro, a quarta-feira foi de calmaria na Curuzu. Até o dia 27, data da estreia bicolor na competição contra o Ypiranga-RS, mais alguns reforços devem chegar ao clube. Para quem treina no dia a dia dentro do elenco, há a certeza de que é necessária a vinda de mais companheiros para encorpar o grupo para tentar buscar o acesso. Mas também se sabe que o Paysandu não tem condições de ter um grupo inchado. Ou seja, para que mais cheguem, outros terão que sair.

“Nosso grupo é muito bom, mas a Série C é uma competição longa e quem chegar para ajudar será muito bem-vindo. Quem chegar vai ser para ajudar e agregar”, comentou o meia Vinícius Leite. Para o jogador, a despeito do final ruim de campeonato Paraense, o elenco mostrou qualidade até aqui e pode render bem mais com peças pontuais.

“Estamos muito chateados em não chegar nem na terceira colocação, mas sabemos que fizemos uma boa campanha. Não podemos descartar tudo o que foi feito. Agora é aproveitar os dias que virão para iniciar bem a Série C”, disse.

“Temos que colocar a cabeça no lugar, analisar o que foi feito e ter consciência de que ficamos devendo. Precisamos de uma volta por cima. Sabemos onde erramos e temos que melhorar demais. Queremos o acesso e, para isso, teremos que fazer mais. Confiamos que podemos fazer isso”, completou Vinícius.

Aqui você vai encontrar materiais esportivos de todas as marcas. Camisas de grandes clubes nacionais e internacionais. Acesse e confira! 

Para o goleiro Mota, a vinda e a ida de jogadores é um fluxo natural dentro do futebol brasileiro. Cabe aos jogadores treinar forte e focar no objetivo principal do ano. “Futebol é assim, uns chegam e outros saem. Nós temos que trabalhar, pois vêm coisas boas pela frente”, diz.

Vinícius Leite diz saber que, independentemente de quem chegar, a Fiel estará de olho e com a paciência à prova. O jogador garante que o elenco também quer mostrar serviço. “O torcedor está machucado e nós também. Poderíamos ter ido mais longe, por isso que temos que ter a cabeça no lugar para analisar os erros e irmos fortes para o Campeonato Brasileiro”.

(Tylon Maués/Diário do Pará)





Comentários

Destaques no DOL