Esporte / Pará

AZULINOS

Remo pedirá mudança na tabela de jogos do Parazão. Saiba o motivo!

Sábado, 22/12/2018, 08:17:58 - Atualizado em 22/12/2018, 08:18:57 Ver comentário(s)

EDIÇÃO ELETRÔNICA

Remo pedirá mudança na tabela de jogos do Parazão. Saiba o motivo! (Foto: Ascom/Remo)
(Foto: Ascom/Remo)

Na última quarta-feira, a Federação Paraense de Futebol (FPF) divulgou a tabela básica do Campeonato Paraense de 2019, mas, passados dois dias, a diretoria do Remo afirmou que entrará com um pedido de mudanças de datas ou locais de algumas partidas. Isso porque a partir do Re-Pa, marcado para o dia 10 de fevereiro, o Leão Azul ficaria mais de 30 dias sem jogar em Belém. Para os cartolas, tanto tempo sem arrecadações traria prejuízos enormes ao clube.

“Fomos tomados de surpresa após a reunião. O Remo ficará 30 dias sem jogar em Belém, só atuando fora. Para um clube que vive quase só de renda de arquibancada, não vamos poder aceitar. Vamos fazer um requerimento, demonstrando essa situação, pedindo que a tabela seja readequada”, explicou o advogado Marco Antônio Pina, representante do Remo na FPF.

Pina garante que o prejuízo financeiro ao clube seria um complicador a mais numa época em que as arrecadações já não costumam ser das maiores. Ele afirmou que há a confiança do clube de que a entidade olhará com atenção para a situação. “A federação deve acatar um requerimento justo. Nosso prejuízo seria enorme. Entendo a questão da logística dentro da competição, mas é preciso que se ache uma fórmula para que o Remo não tenha prejuízo”, comenta.

Quando do lançamento da tabela, a FPF informou que ela está sujeita à alterações e ajustes, em função de datas das competições nacionais. O diretor técnico da federação, Paulo Romano, explicou em entrevista à Rádio Clube do Pará que a medida visa diminuir custos e que o tempo a mais fora de Belém se deve, também, pelo intervalo de carnaval. Mas deixou claro que a tabela pode sofrer mudanças.“Para diminuir os custos da competição com deslocamentos, estamos fazendo esses jogos casados em Santarém, que tem três clubes na competição. Já conversei com o presidente do Remo mesmo antes da divulgação da tabela”, disse. “O Paysandu também está na mesma situação. Vamos continuar analisando a tabela para fazermos o possível para que ninguém se prejudique. A federação visa uma equidade para todos os clubes”, completou Paulo Romano.

PINTOU A FORMAÇÃO?

- Apósuma semana de treinos com bola, o novo elenco do Leão Azul faz hoje um teste contra a equipe sub-20 que se prepara a disputa da Copa São Paulo, ano que vem. A ideia do técnico João Nasser é colocar em campo todos que estiverem em condições físicas. Um possível time para iniciar o treino pode ter Vinícius no gol; Geovane, Mimica, Kevem e Ronaell na defesa; Róbson, Dedeco, Diogo Sodré e Samuel no meio; Alex Sandro e Henrique no ataque.

- Ontem, mais dois reforços foram apresentados oficialmente. Curiosamente, ambos paraenses. Mas essa é a única coincidência entre eles. Enquanto Samuel foi da base azulina, saiu e voltou quatro anos depois, Welton é natural de Marabá e só foi ter a primeira experiência no futebol local ao defender o Paraense, na Segundinha desse ano.

- “Estive em outros clubes, mas sempre manifestei desejo de voltar. Fiquei muito feliz com o reconhecimento e espero que seja o começo de uma grande história”, disse Samuel. Já Welton deixou Marabá quando tinha apenas 14 anos para a base do Londrina-PR. Ao se profissionalizar, acabou sendo emprestado a outros clubes. “Sempre tive vontade de jogar no Remo. Minha família é toda remista e quero aproveitar essa oportunidade”, disse Welton.

(Tylon Maués/Diário do Pará)





Comentários

Destaques no DOL