Esporte / Pará

DIZ AÍ

Yago Pikachu: Ídolo bicolor em terras paraenses

Segunda-Feira, 17/12/2018, 07:46:33 - Atualizado em 17/12/2018, 07:51:51 Ver comentário(s)

EDIÇÃO ELETRÔNICA

Yago Pikachu: Ídolo bicolor em terras paraenses (Foto: Ney Marcondes)
O jogador foi um dos mais assediados no evento em Belém, com a presença do craque Ronaldinho Gaúcho (Foto: Ney Marcondes)

De férias em Belém, oportunidade que tem aproveitado para curtir a família, o lateral-direito Yago Pikachu, última grande revelação do futebol do Pará, participou, no último sábado, do jogo festivo de futebol de salão, que contou com a participação do ídolo Ronaldinho Gaúcho. Bastante assediado por torcedores e pela imprensa, Pikachu falou sobre a sua suposta ida para o futebol do exterior, como vem sendo badalado na mídia local, nacional e até internacional. O jogador estaria na mira de clubes do futebol asiático, mas principalmente de uma equipe do futebol dos Estados Unidos.

O Orlando City, da Major League Soccer (MLS), um dos supostos interessados em ter o futebol do atleta, estaria disposto a desembolsar a soma de 20 milhões de dólares (R$ 77,1 milhões, na cotação atual). O lateral informou, em entrevista ao Bola, que até aqui não recebeu nada de oficial sobre a proposta e que tudo está, pelo menos por enquanto, no campo da especulação. “Se for para acontecer, que seja bom para todo mundo. O que eu sei é que em janeiro eu me reapresento para a pré-temporada”, informou.

Pikachu revelou que reformulou compromisso com o Vasco da Gama por mais algumas temporadas, o que, convenhamos, não o impede de se transferir para outro clube, seja brasileiro ou do exterior. “O novo contrato que assinei tem a duração de três anos”, detalhou. Enquanto não retorna à rotina dos treinos e jogos pelo time carioca, o jogador aproveita para relaxar no período de folga, curtindo os pais e a irmã, que, segundo revelou não costumam visitá-lo com frequência na capital carioca.

Aqui você vai encontrar materiais esportivos de todas as marcas. Camisas de grandes clubes nacionais e internacionais. Acesse e confira!

“Estou curtindo as férias porque dificilmente tenho tempo de ficar com meus pais, que vão pouco ao Rio de Janeiro”, afirmou. O defensor também comentou a queda do Paysandu para a Série C de 2019, situação que ele já pôde experimentar na pele, em 2013, tendo o acesso no ano seguinte. “Fiz como qualquer torcedor. Foi um começo de ano tão bom, com o título da Copa Verde e também teve um bom início, invicto na Série B, se não me engano em quatro, cinco rodadas, mas teve a queda e não conseguimos progredir”,diz.

O lateral, no entanto, confia na volta por cima do Papão já em 2019. “Extracampo o clube está evoluindo a cada ano, apesar de estar mudando de diretoria, por isso acredito que montando um bom elenco tem tudo para conseguir, em 2019, o acesso novamente, embora a Série C seja bastante difícil”, conclui o ex-craque bicolor, que segue um apaixonado torcedor do clube.

(Nildo Lima/Diário do Pará)





Comentários

Destaques no DOL