Esporte / Pará

SERIE B

Após empate, técnico do Paysandu pede chance à torcida

Quinta-Feira, 23/08/2018, 08:15:22 - Atualizado em 23/08/2018, 09:03:54 Ver comentário(s)

EDIÇÃO ELETRÔNICA

Após empate, técnico do Paysandu pede chance à torcida (Foto: Fernando Torres/PSC)
Guilherme Alves assegura que plantel já assimilou a lição com as últimas derrotas e promete mais empenho contra o Sampaio Corrêa, no sábado (Foto: Fernando Torres/PSC)

Embora o momento não seja propício a pedir casa cheia, com o time na iminência de entrar na zona de rebaixamento da Série B, o técnico Guilherme Alves, ainda em Pelotas, após o empate frente ao Brasil, voltou a apelar ao torcedor para que não deixe de comparecer nos dois próximos jogos do time na Curuzu, o primeiro deles no sábado (25), contra o Sampaio Corrêa-MA.

“Tenho bastante vergonha na cara. Não tenho nem coragem de pedir apoio à nossa torcida pelo que fizemos nos últimos dois jogos, mas pediria esse apoio dentro do próximo jogo. Se quiser vaiar depois, não tem problema”, declarou Alves.

Leia também: Papão precisa vencer duas partidas para se livrar da zona 

“Precisamos agora dos dois jogos para fazer os seis pontos dentro de casa”, disse o técnico, que se mostrou satisfeito com a atuação do Papão, principalmente no segundo tempo da partida no “Bento Freitas”, em Pelotas. “Todos que jogaram e os que estavam no banco assimilaram a sova que nós tomamos em Londrina, assimilaram as conversas que nós tivemos”, avisou.

O treinador prometeu seguir exigindo mais empenho de seus jogadores, segundo ele, em condições de render muito mais do que aquilo que o grupo vem apresentando. “A gente não vai pedir se o pessoal não tem para dar, mas eu sei que esse elenco tem mais para dar”, afirmou Alves, que antes das partidas na região Sul esteve na “corda bamba”, como ele mesmo admitiu. Mas, o empate diante do Brasil, aliado a derrota do São Bento-SP para o Goiás-GO, fez com que o treinador deixasse, ao menos por enquanto, de entrar na estatística de desempregados no Brasil.

(Nildo Lima/Diário do Pará)



Conteúdo Relacionado:





Comentários

Destaques no DOL