Esporte / Pará

PROVOCAÇÕES

No dia do Índio, bicolores e azulinos deram troco em campo. Relembre alguns casos

Quinta-Feira, 19/04/2018, 16:43:01 - Atualizado em 19/04/2018, 16:43:01 Ver comentário(s)

EDIÇÃO ELETRÔNICA

Nesta quinta-feira (19) é comemorado o Dia do Índio, data dedicada aos primeiros habitantes do Brasil na época em que Pedro Alvares Cabral chegou por aqui, em 1500.

No futebol, a relação entre índio e a bola já apresentou vários fatos marcantes para os torcedores de Remo e Paysandu, que através de provocações deram a volta por cima.

Em 2005, o Paysandu acabou sendo rebaixado para a Série B, mas um jogo em especial marcou os bicolores: no dia 17 de setembro, o Papão recebia o Juventude-RS, do então zagueiro Antônio Carlos, que chamou de índio os paraenses e a resposta veio com uma vitória bicolor por 3 a 0, com direito ao atacante Robgol comemorar com direito a flexa no Mangueirão.

 

Dez anos depois, foi a vez dos remistas mostrarem a força. Mesmo com a vitória por 1 a 0 fora de casa sobre o Operário-PR pela Série D, o time azulino foi apelidado de “índios” por jornalistas paranaenses. O troco veio com um triunfo por 3 a 1 e o acesso para a Série C.

 

(DOL)





Comentários

Destaques no DOL