Esporte / Pará

EDIÇÃO ELETRÔNICA

Vai rolar um rodízio no time titular do Paysandu

Quinta-Feira, 11/01/2018, 09:16:04 - Atualizado em 11/01/2018, 09:16:04 Ver comentário(s) A- A+

Vai rolar um rodízio no time titular do Paysandu (Foto: Fernando Torres/Paysandu)
Técnico bicolor diz que futebol está nivelado e que Parazão promete ser equilibrado (Foto: Fernando Torres/Paysandu)

O técnico Marquinhos Santos adiantou, ontem, como pretende formatar a equipe do Paysandu para enfrentar o Parauapebas, quarta-feira (17), na estreia das equipes no Parazão 2018. Ele informou que dará prioridade na escalação dos jogadores que estejam em melhores condições físicas e mais aclimatados em Belém. “Vamos escolher os jogadores que se encontram em melhores condições físicas para esta primeira partida contra o Parauapebas”, avisou. Marquinhos observou que, em função da curta pré-temporada bicolor, o time vai sofrer mudanças gradativamente.

“Inevitavelmente teremos de fazer um rodízio de atletas para os primeiros três jogos. Não um rodízio total, mas sempre dois, três, no máximo quatro atletas terão de ser trocados nos primeiros jogos até que os atletas tenham uma minutagem para uma qualidade maior e melhor neste momento do trabalho”, discursou. O treinador salientou ainda que o rodízio também será adotado em função de o time, a partir de determinado momento ter de disputar três competições paralelas, Parazão, Copa Verde e Copa do Brasil. “Então por isso temos de tomar esse cuidado”, alegou.

EQUILÍBRIO

Marquinhos Santos previu que o Parazão desta temporada será equilibrado. Para o comandante do Papão, a equipe bicolor, em função do curto tempo de preparação, entra em desvantagem na competição, principalmente em relação aos concorrentes que disputaram a Segundinha, casos do Bragantino e Parauapebas, campeão e vice, respectivamente, da Segunda Divisão. Apesar da inferioridade bicolor, o treinador disse confiar no potencial de seu time já para o jogo de estreia no campeonato, contra o Parauapebas, que tem a desvantagem de fazer o seu primeiro jogo na condição de visitante.

“O Parazão será bem difícil, com equipes que estão se preparando com mais tempo em relação a gente. Vamos encontrar dificuldades também pelo pouco tempo de preparação, mas apesar de tudo o elenco é bem fácil de se trabalhar e eles (jogadores) entendem muito bem o nosso conceito de trabalho”, afirmou Marquinhos. O comandante do Papão alertou, ainda, para o fato de o futebol estar bem nivelado, com as equipes de porte médio reunirem condições de brigar pelo título da competição. “No futebol, hoje, a equipe considerada pequena tem chances iguais a da equipe grande, por isso temos que ficar bem atentos aos jogos e nos jogos contra eles”, alertou o técnico.

(Nildo Lima/Diário do Pará)







Comentários