Esporte / Pará

EDIÇÃO ELETRÔNICA

Este ano, o Papão não quer saber de falta de gols e já conta com 10 atacantes no elenco

Quinta-Feira, 11/01/2018, 08:52:39 - Atualizado em 11/01/2018, 08:52:39 Ver comentário(s) A- A+

Este ano, o Papão não quer saber de falta de gols e já conta com 10 atacantes no elenco (Foto: Fernando Torres/Paysandu)
Em termos de aproveitamento em 2017, entre os novos contratados, Peu é quem mais marcou gols (Foto: Fernando Torres/Paysandu)

Ressabiada com o baixo aproveitamento da maioria dos atacantes do time em 2017, a diretoria do Paysandu vem apostando alto na contratação de jogadores da posição, com vistas à atual temporada. Até aqui, o Papão conta com 10 atacantes em seu elenco, sendo que apenas dois deles - Magno e Tiago Mandi - são remanescentes do ano passado, dois foram promovidos da base - Matheus Dias e Anderson - e os demais atuarão pelo Papão pela primeira vez. É quase um time completo de atacantes, tudo para tentar evitar um problema que, no ano passado, tirou o sono dos dirigentes e, principalmente, dos torcedores bicolores: a falta de gols.

Com exceção de Bergson, que marcou 28 gols, os demais atacantes contratados pelo Papão, em 2017, acabaram se constituindo em um grande fiasco. Quem mais se aproximou do ex-goleador bicolor, artilheiro do Parazão e da Série B, com 11 e 16 gols, respectivamente, foi Alfredo, mas ainda assim com uma estrondosa diferença de 22 gols. Já os prestigiados Marcão e Anselmo fizeram papel ainda pior. O primeiro balançou a rede apenas 4 vezes, enquanto o segundo deixou a Curuzu sem marcar um mísero gol sequer.

Na busca por quem possa dar alegria ao torcedor e levar o clube a conquistas, o Papão fechou a contratação dos atacantes Peu, Moisés, Renan Gorne, Cassiano, Mike e Yilmar Filigrana. Destes, que teve o melhor aproveitamento em termos de gols, em 2017, é Peu, que anotou 23 tentos atuando pelo STK Samorin, da Eslováquia. No Fluminense-RJ, no mesmo ano, em 12 partidas ele não conseguiu fazer gol.

Na lista de candidatos à sucessão de Bergshow estão ainda Moisés, que marcou 8 gols em 38 partidas pelo Vila Nova-GO, e Renan Gorne, autor de 6 gols em 13 jogos pelo North Carolina, dos Estados Unidos. Os demais contratados não trazem um currículo tão recheado de gols. Cassiano, Mike e Filigrana, juntos não conseguiram fazer dez gols em 31 partidas. Já Magno e Mandi, assim como a garotada da base são apostas do clube, que podem ou não dar certo.


(Nildo Lima/Diário do Pará)



Conteúdo Relacionado:





Comentários