Esporte / Pará

EDIÇÃO ELETRÔNICA

Nos últimos 5 anos, o Clube do Remo teve quatro estreias no Parazão com vitória

Quarta-Feira, 10/01/2018, 08:50:00 - Atualizado em 10/01/2018, 08:50:00 Ver comentário(s) A- A+

Nos últimos 5 anos, o Clube do Remo teve quatro estreias no Parazão com vitória  (Foto: Irene Almeida)
Técnico Ney da Matta trabalha equipe para mostrar futebol convincente desde a estreia (Foto: Irene Almeida)

No fim de semana que vem, o Clube do Remo fará sua estreia no Campeonato Paraense, diante do Bragantino, no estádio Mangueirão. Os azulinos já aguardam ansiosamente o apito inicial do próximo domingo (14). O motivo dessa inquietude é relativo ao comportamento que o novo grupo terá dentro do primeiro certame oficial na temporada. Afinal, o Parazão, há anos serve como uma espécie de bola de cristal, pois, dependendo do resultado e atuação, logo é tirada uma margem de como será o desempenho do time ao longo do ano. Por outro lado, embora as últimas estreias do Leão no Estadual tenham sido majoritariamente positivas, o bom começo não se prolongou no restante do certame, assim como em outras competições.

Veja imagens da última movimentação

 Em 2017, por exemplo, o time azulino atropelou o Cametá na rodada inicial, por 5 a 0, com direito a dois gols de Edgar, que na época foi considerado uma das esperanças do clube pelo título paraense e, posteriormente, no acesso à Série B. Porém, aos poucos o plantel formado por Josué Teixeira foi demonstrando ser fogo de palha. Em linhas gerais, a temporada passada do time foi igual à passagem apagada de Teixeira e Edgar.

Na edição retrasada, o desempenho foi igual. 5 a 3 em cima do Águia de Marabá, com um “hat-trick” de Ciro. Apesar do bom começo, o Remo não conseguiu chegar nem nas finais do segundo turno do Estadual. O atacante Ciro só tornou a balançar as redes em mais 4 oportunidades e o time não foi para a segunda-fase da Terceirona.

DERROTA FOI ALERTA

Baseado nesses exemplos, às vezes, uma derrota de cara pode não ser algo tão ruim. E o próprio retrospecto remista comprova isso. Em 2015, contando com a presença de mais de 18 mil torcedores, o Remo foi derrotado, por 2 a 1, para o Parauapebas. Apesar da campanha sofrida, aquela foi a última temporada favorável do clube. Além de faturar o caneco do Paraense sobre o rival, o Remo chegou em sua primeira final de Copa Verde; assim como à Série C.

“Não temos dúvidas que vamos montar um time forte e capaz, para irmos atrás de conquistas. E o Estadual é a nossa primeira meta”, diz o técnico Ney da Matta. 

RETROSPECTO - ESTREIAS DO REMO NO PARAZÃO NOS ÚLTIMOS 5 ANOS

- 14/01/2013 – Baenão (10.950 torcedores)
Remo 1 x 0 Santa Cruz de Cuiarana
Apesar da vitória, o triunfo não foi sinônimo de sucesso no restante da temporada. O Remo chegou a disputar as finais dos dois turnos do Paraense, porém, não saindo vencedor em nenhuma das decisões. Para piorar, o Leão ainda ficou fora da Série D de 2013, por não ter conseguido a vaga através do Estadual.

- 13/01/2014 – Mangueirão (16.253 torcedores)
Remo 2 x 1 Cametá
Em 2014, o Leão terminou sua participação no Estadual da mesma maneira que iniciou: vitorioso. Batendo o arquirrival Paysandu em duas finais, o Remo foi o campeão dessa edição. Porém, no restante do ano o time não manteve o rendimento. Garantindo a classificação para a Série D, no entanto, a equipe passou da fase de grupo aos trancos e barrancos. Dessa forma, não demorou até cair no primeiro mata-mata.

- 01/02/2015 – Mangueirão (18.410 torcedores)
Remo 1 x 2 Parauapebas
De cara, uma derrota. No Estadual de 2015, o Remo não conseguiu se classificar para as finais do primeiro turno, ficando, novamente, ameaçado em ficar sem série. Entretanto, a partir do segundo turno, a equipe deu a volta por cima e foi campeã do certame. No mesmo ano, mesmo desfalcada, por pouco a agremiação não avançou para a segunda fase da Copa do Brasil, além do título inédito da Copa Verde. Contudo, o ano encerrou de forma positiva, já que o Leão conquistou o sonhado acesso para a Terceirona.

- 31/01/ 2016 – Mangueirão (13.886 torcedores)
Remo 5 x 3 Águia de Marabá
A partir dessa temporada, o Remo sempre se apresentou de forma convincente nos jogos de estreia do Estadual. Mas, aos poucos o time foi caindo de rendimento. Nessa temporada, por exemplo, a goleada não significou nada, pois o time não faturou nem um título ao longo da temporada. Na verdade, sofreu com resultados negativos, como eliminação precoce na Série C e contratações furadas, como a dos atacantes Ciro e Luiz Carlos Imperador, além de Jussandro e Wellington Saci.

- 29/01/2017 – Mangueirão (11.216 torcedores)
Remo 5 x 0 Cametá
A melhor estreia, dentro da pior temporada. Quem acompanhou a goleada do Remo no Estadual, imaginou, no mínimo, um time forte. Ledo engano. Na realidade, ao ano de 2017 foi um dos piores para os azulinos, pois, além de não terem conquistado nada, novamente sofreram com jogadores ruins e técnico falastrão.

 

(Matheus Miranda/Diário do Pará)



Conteúdo Relacionado:





Comentários