Esporte / Pará

EDIÇÃO ELETRÔNICA

Paysandu firma três acordos na Justiça Trabalhista

Sexta-Feira, 19/05/2017, 15:40:38 - Atualizado em 19/05/2017, 15:45:23 Ver comentário(s) A- A+

Paysandu firma três acordos na Justiça Trabalhista (Foto: Divulgação/Paysandu)
(Foto: Divulgação/Paysandu)

A Diretoria Jurídica do Paysandu firmou três acordos na 6ª Vara do Tribunal Regional do Trabalho da 8ª Região (TRT8) com os ex-jogadores Alexandre Favaro e Sandro Goiano e o ex-funcionário Antônio Bona, na manhã desta sexta-feira (19), a fim de sanar débitos com antigos credores e projetar um futuro sem dívidas trabalhistas para a agremiação. 

Somadas as três causas, o Papão vai pagar R$ 700 mil. Por outro lado, as negociações também renderam uma economia de aproximadamente R$ 400 mil para o Paysandu.

Antônio Bona saiu do clube em 2007. O ex-porteiro vai receber uma parcela única no valor de R$ 10 mil. Alexandre Favaro, que vestiu a camisa bicolor até 2011, receberá R$ 200 mil, divididos em 15 parcelas. Já Sandro Goiano, que acumula três passagens pela Curuzu, a última delas em 2011, vai receber R$ 490 mil, parcelados de 35 vezes.

Para o Diretor Jurídico do Paysandu, o desfecho dos processos de hoje foi positivo, dentro daquilo que havia sido planejado pelo clube. "Posso te dizer que hoje tivemos uma grande vitória. Além de diminuir o passivo, isso nos dá uma previsão de quando as nossas dívidas podem definitivamente zerar. Isso pode servir para o executivo planejar outros investimentos", argumenta o advogado Alexandre Pires.

DÍVIDAS ANTIGAS

Atualmente, o Paysandu já paga R$ 60 mil por mês aos ex-jogadores Jobson e Arinelson, que acionaram o clube na Justiça em gestões passadas e recebem R$ 30 mil cada. O débito com Jobson termina em novembro deste ano. A partir daí, Arinelson passará a receber R$ 60 mil mensais até maio de 2020.

(Com informações do Paysandu)



Comentários