Esporte / Mundo

MAIS FUTEBOL

Bahia tenta, mas não consegue resultado e cai na 1ª fase da Sul-Americana

Quinta-Feira, 21/02/2019, 21:20:02 - Atualizado em 21/02/2019, 21:20:02 Ver comentário(s)

EDIÇÃO ELETRÔNICA

Bahia tenta, mas não consegue resultado e cai na 1ª fase da Sul-Americana (Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)

Não deu para o Bahia. Depois de perder o jogo de ida por 1 a 0 para o Liverpool-URU em plena Fonte Nova, o Esquadrão de Aço foi ao Uruguai nesta quinta-feira tentar reverter o resultado e seguir vivo na Copa Sul-Americana. E apesar de jogar bem e insistir durante boa parte do duelo, acabou esbarrando na boa marcação adversária e ficou no empate sem gols.

Com o resultado, o Bahia se despede da Sul-Americana ainda na primeira fase da competição, e frustra a torcida depois de ter chegado até as quartas de final no ano passado. O Liverpool, por sua vez, agora aguarda o sorteio para saber seu próximo adversário.

O jogo

O jogo começou com o Bahia encontrando dificuldades para sair jogando e o Liverpool tomando conta das ações. E logo aos seis minutos, or uruguaios quase abriram o placar quando Gustavino soltou uma bomba na cobrança de falta, obrigando Douglas a fazer uma linda defesa.

Aos poucos, o Bahia foi se encontrando em campo e chegou bem pela primeira vez aos nove minutos. Douglas recebeu passe na entrada da área, ajeitou e chutou forte. A bola quicou no gramado e até complicou o goleiro Bava, mas ele conseguiu fazer a defesa.

Na sequência, o Esquadrão de Aço empolgou e emplacou três boas jogadas, a melhor delas aos 13 minutos, quando Ramires puxou pelo meio e tocou para Artur, que arriscou de longe. A bola fez uma curva até o gol, mas o arqueiro defendeu.

Bahia tinha a bola, mas não era efetivo

A partida então ficou lá e cá, com os brasileiros ficando mais com a bola e jogando em velocidade. Com cerca de 30 minutos, o jogo esquentou com os jogadores do Liverpool indo para cima dos adversários após falta de Gregore, mas o juiz logo acalmou os ânimos.

Na sequência, porém, os uruguaios aproveitaram a dispersão do jogo e apostaram em uma jogada ensaiada. Federico saiu de cara com Douglas e quase abriu o placar, mas Moisés afastou a bola, que tinha endereço. A arbitragem, no entanto, já marcava impedimento.

O Bahia não tardou para responder e por pouco não inaugurou o marcador. Aos 37 minutos, Gregore recebeu de Gilberto na entrada da área e chutou muito bem, mas a bola passou raspando na trave do goleiro.

O Tricolor seguia com a bola e pressionando o Liverpool em busca do gol. No entanto, esbarrava na marcação uruguaia, que apostava em uma linha de cinco na entrada da área. Assim, ninguém conseguiu estufar as redes e o jogo foi sem gols para o intervalo.

No primeiro minuto da segunda etapa, um susto para os brasileiros. Depois de a defesa do Bahia vacilar, Martínez invadiu a área e chutou com muito perigo, mas a bola bateu na rede pelo lado de fora. Era apenas um indício de que o Liverpool tinha voltado mais ligado para o quarto final do duelo.

Esquadrão de Aço insistiu, mas Liverpool se fechou bem

O Bahia, porém, não desistiria tão fácil da classificação e seguia em busca do gol. E aos 12 minutos, Jackson cobrou falta com estilo e por pouco não abriu o placar, já que a bola carimbou a trave esquerda do goleiro Bava.

O Esquadrão de Aço passou a apostar mais nas jogadas laterais e cruzamentos da área. Porém, o time de Enderson Moreira não conseguia ser efetivo e trocava passes tentando achar espaços na defesa adversária.

O Bahia bem que tentou, insistiu, mas não conseguiu furar a boa marcação do Liverpool. A parte final do jogo foi praticamente ataque contra defesa, dificultando os brasileiros a acharem espaços. A equipe, vendo a vaga ir embora, começaram a chutar de fora da área, mas pecaram nas finalizações.

Fonte: Gazeta Esportiva





Comentários

Destaques no DOL