Esporte / Brasil

EDIÇÃO ELETRÔNICA

São Francisco perde por 3 a 0 para o Atlético Acreano e dá adeus ao acesso

Segunda-Feira, 17/07/2017, 07:40:55 - Atualizado em 17/07/2017, 07:40:55 Ver comentário(s) A- A+

São Francisco perde por 3 a 0 para o Atlético Acreano e dá adeus ao acesso (Foto: Divulgação)
Time do técnico Walter Lima foi presa fácil para os acreanos, no mata-mata. (Foto: Divulgação)

Infelizmente, para o São Francisco a Série D do Brasileirão chegou ao fim mais cedo, ao ter encerrado sua participação na competição no sábado passado (15), após ter perdido o seu confronto de volta pelo mata-mata do certame para o Atlético-AC, por 3 a 0, no estádio Florestão, em Rio Branco. Sem calendário para o resto do ano, o Leão retorna para competições oficiais apenas em 2018, para a disputa da Segundinha.

Iniciando o jogo com a corda no pescoço, já que precisava vencer ou empatar com mais de 3 gols, o time franciscano até realizou um bom confronto contra os atleticanos. Por outro lado, os donos da casa foram precisos em todas as chances criadas. No primeiro tempo, os azulinos conseguiram ter alguns lampejos positivos, principalmente com Di Maria, que puxava o contra-ataque e fazia jogadas individuais. Mas, de pouco em pouco o Galo foi tomando conta da partida.

Eduardo, após receber a bola na ponta da área, bateu com classe fazendo o goleiro Lennon fazer a ponte para defender. Pelo lado azulino, Samuel, de falta, deu trabalho para os acreanos. Sem efetividade, o primeiro tempo findou no 0 a 0.

Com 45 minutos restantes para buscar a classificação, o São Francisco, apesar de ter começado a etapa final melhor, viu a vaga ficar mais distante quando Careca, aos 32, dominar a bola e chutar para o fundo das redes, abrindo o placar para o Atlético-AC, para o desespero do time. A coisa foi piorando quando Polaco, aos 37, ampliou. E o caixão azulino foi de vez fechado, quando Eduardo, depois de ter chamado a zaga leonina para dançar, aos 42, ter pregado o último parafuso, com um tapa cruzado no gol franciscano.

Para o atacante Ricardinho, mesmo com o esforço do grupo e da comissão, a eliminação foi apenas uma efeito de algumas escolhas ruins nesta temporada. “Infelizmente o futebol tem disso, quando as coisas começam erradas lá de cima, as coisas acabam refletidas dentro de campo. Sei que fomos apáticos, mas é isso”, disse o jogador.

(Matheus Miranda/Diário do Pará)





Comentários