Esporte / Brasil

EDIÇÃO ELETRÔNICA

São Francisco cede o empate no finzinho

Terça-Feira, 11/07/2017, 08:51:46 - Atualizado em 11/07/2017, 08:51:46 Ver comentário(s) A- A+

São Francisco cede o empate no finzinho (Foto: Cezar Magalhães/Arquivo)
"Começamos bem, mas pisamos na bola. É difícil explicar, agora é trabalhar ainda mais", afirmou o técnico Walter Lima. (Foto: Cezar Magalhães/Arquivo)

No decorrer dos primeiros 90 minutos disputados entre São Francisco e Atlético-AC, ontem à noite, a equipe santarena acabou não saindo de campo com o resultado desejado, ao ter empatado com o rival em 3 a 3, no Barbalhão, no 1° duelo desta segunda fase da Série D do Brasileiro. Na casa dos acrianos, no sábado (15), para avançar às oitavas de final, o Leão precisa vencer; empate até 2 a 2, elimina o time; 3 a 3, pênaltis e 4 a 4 em diante, vaga para os santarenos.

Assim que o apito foi assoprado, os azulinos mostraram que seu estilo de jogo tinha sido renovado, conforme o novo estágio da competição. Procurando as primeiras investidas, o São Francisco chegava com facilidade na zaga atleticana, mas sem precisão. Aos 5, com Di Maria, após chute frontal, o meia-atacante desperdiçou boa chance. Os meias franciscanos acionaram com frequência Balotelli, entretanto o camisa 9 abusou da banheira, ficando impedido em 3 lances.

Dominando a meia-cancha, era apenas questão de tempo até que o São Chico abrisse o marcador. E aos 20, depois de cruzamento de Samuel, Elielton, oportunista, deixou a equipe santarena na frente. Porém, aos 30, Eduardo empatou o jogo após driblar o zagueiro Charles e bater da ponta da área no gol de Lennon. Com o final se aproximando, o Leão Azul quase volta à frente com Samuel, cabeceando na trave, aos 47.

Se no fim do primeiro tempo a bola não entrou, no começo da etapa final, o arremate foi diferente. Roberto, no 1º minuto, testou no gol do Galo, deixando os santarenos novamente na vantagem. Todavia, o time visitante não se acanhava em campo, e após toque de mão de Matheus dentro da área, o Atlético-AC, achou um pênalti, e voltou ao empate com Rafael, aos 7. 

Precisando fazer o dever de casa, o São Francisco ainda chegou ao terceiro gol com Rodrigo Santarém, aos 30, que tinha acabado de entrar na partida e só empurrou a pelota para o fundo do barbante. Comemorando a vitória parcial, o time franciscano, pela terceira vez, cedeu o empate ao Galo Carijó, desta vez com Careca, nos acréscimos e sem tem hábil para reação. “Começamos bem, mas pisamos na bola. É difícil explicar, agora é trabalhar mais ainda”, frisou o técnico do São Francisco, Walter Lima, após o apito final do árbitro no estádio Barbalhão.

(Matheus Miranda/Diário do Pará)





Comentários