Entretenimento / Fama

COMOÇÃO

Tatá Werneck pede explicação de supermercado após morte de cachorro

Terça-Feira, 04/12/2018, 11:43:30 - Atualizado em 04/12/2018, 12:06:36 Ver comentário(s)

EDIÇÃO ELETRÔNICA

Tatá  Werneck pede explicação de supermercado após morte de cachorro (Foto: Reprodução)
Espancamento do cão comoveu a web (Foto: Reprodução)

A morte de um cachorro dentro de uma loja do supermercado Carrefour não passou despercebida na web e uma comoção se formou nas redes sociais. Centenas de pessoas estão indo até o perfil da loja para pedir explicação, entre elas gente famosa.

A atriz Tatá Werneck encabeçou um posicionamento também do Carrefour. Ela usou o perfil no Instagram para publicar duas imagens sobre o caso.

Visualizar esta foto no Instagram.

Como vcs devem estar acompanhando pelas notícias, um cachorro foi espancado e morto no @carrefourbrasil . Quando vamos entrar na página e reclamar, eles enviam respostas prontas, copiadas e coladas , dizendo que repudiam esse ato. SE REPUDIAM mesmo, sugiro que agora aproveitem essa “chance” (não sei que palavra usar aqui) para assumirem uma responsabilidade pelo ato dentro de suas empresas. Se estão tão chocados quando nos, aproveitem essa crueldade para fazerem a diferença. Comecem a ajudar ONGs que cuidam de animais abandonados. Comecem a doar alimentos para cuidar desses bichos. Parem de dar respostas prontas e sejam “humanos” pelo menos agora. Eu fico imaginando que esse cachorro poderia estar na minha casa cuidado com Todo amor , como o Nino (que teve a perna arrancada) ou a Penélope (que cegaram) ou como meus 13 gatos de rua. Existem MUITAS pessoas cuidando de animais abandonados. Mas ainda sim são muitos que precisam. E aí @carrefourbrasil ? O que vão fazer? E nós? Vamos fazer algo juntos?

Uma publicação compartilhada por Tata Werneck (@tatawerneck) em

CASO

Um segurança do supermercado da unidade de Osasco da rede, em São Paulo, teria espancado o cachorro. A denúncia foi feita nas redes sociais.

Uma imagem mostra o animal com as patas traseiras feridas e marcas de sangue no chão da loja. Ele foi socorrido pelo Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) mas não resistiu aos ferimentos e morreu. Existe ainda uma versão que ele teria sido atropelado e envenenado.

(DOL)



Conteúdo Relacionado:





Comentários

Destaques no DOL