Entretenimento / Fama

MACHISMO

DJ pede para jogadora dar uma 'reboladinha' e é detonado por jornalista

Terça-Feira, 04/12/2018, 10:32:54 - Atualizado em 04/12/2018, 10:58:52 Ver comentário(s)

EDIÇÃO ELETRÔNICA

DJ pede para jogadora dar uma 'reboladinha' e é detonado por jornalista (Foto: Divulgação)
Apresentadora do esporte da Globo não gostou nada da atitude do músico (Foto: Divulgação)

Cris Dias não poupou críticas ao DJ Martin Solveig, durante o Bom-Dia Brasil, desta terça (4). O músico deixou a norueguesa Ada Hegerberg, premiada com a Bola de Ouro pela revista France Football, em uma situação embaraçosa.

Durante o comentário Cris lembrou que o ato do rapaz foi machismo, que deixou a atleta sem graça e que ela negou atender o pedido.

"Sabe qual foi o pedido feito para a vencedora? Se ela podia dar uma reboladinha. Ela, claro, disse que não e se retirou. Ainda dizem que não existe machismo. A gente ainda precisa evoluir muito. Por que não pediram para o Modric dar uma reboladinha?", questionou a jornalista.

Durante a premiação, nesta segunda-feira (3), Solveig pediu para Ada dar uma "reboladinha".

"Ou ela poderia ter pedido para ele rebolar para ela ver como é que você quer", sugeriu o apresentador Chico Pinheiro. "Vê se tem cabimento um negócio desse ainda mais nos dias de hoje?", completou Cris.

"Depois dessa, da vergonha alheia do apresentador, eu estou dando uma boa terça para vocês e dias melhores", concluiu Rodrigo Bocardi.

SOBRE A JOGADORA

A atacante norueguesa Ada Hegerberg, 23 anos, foi a ganhadora do prêmio da primeira Bola de Ouro entre as mulheres, na noite da última segunda-feira (03), superando a jogadora brasileira Marta.

Após receber o prêmio, o DJ francês Martin Solveig, que comandava a cerimônia, questionou se a jogadora não arriscava um “twerk” (um tipo de dança com rebolado).

A artilheira do Lyon que marcou 15 gols na campanha do título da equipe na Liga dos Campeões, disse um "não" seco.

A cena constrangedora, virou assunto nas redes sociais, onde muitas pessoas levantaram um debate sobre sexismo. 

Em contra partida, teve gente que defendeu o DJ, lembrando que minutos antes ele convidou o jogador francês Mbappé, vencedor do Troféu Kopa (melhor jogador sub-21 da temporada), a dançar no palco. O atacante Paris Sant German (PSG) não hesitou e mostrou requebrado.

(Com informações do UOL e Notícias ao Minuto)





Comentários

Destaques no DOL