Entretenimento / Fama

EDIÇÃO ELETRÔNICA

Selena Gomez e Timothée Chalamet doam salários de filme de Woody Allen

Quarta-Feira, 17/01/2018, 16:00:04 - Atualizado em 17/01/2018, 16:00:04 Ver comentário(s) A- A+

Selena Gomez e Timothée Chalamet doam salários de filme de Woody Allen (Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)

Os movimentos contra assédio Me Too e Time’s Up estão cada vez mais presentes nos assuntos de Hollywood. Atores e atrizes têm sido pressionados pelo público para explicarem por que continuam trabalhando com diretores e produtores acusados de violência sexual. Alguns já expressaram remorso e outros estão pedindo desculpas de uma forma menos convencional: doando seus salários.

Selena Gomez e Timothée Chalamet – astro em ascensão e estrela de “Me Chame Pelo Seu Nome” – são os protagonistas de um novo filme do diretor Woody Allen. Os fãs dos atores não entenderam eles apoiarem movimentos a favor dos direitos das mulheres, mas trabalharem com um cineasta acusado de abusar da filha adotiva quando ela tinha 7 anos de idade.

Para tentar amenizar a situação, Timothée escreveu um texto no Instagram, no qual revelou como iria usar o dinheiro obtido pelo filme de Allen. “Estou aprendendo que um bom papel não é o único critério para aceitar um trabalho”, começou.

“Fui perguntado em entrevistas recentes sobre minha decisão de estar em um filme do Woody Allen. Não posso responder à questão diretamente por obrigações contratuais. Mas posso dizer isso, não quero lucrar com meu trabalho no filme, então vou doar meu salário inteiro para três instituições de caridade: Time’s Up, o centro LGBT de Nova York e RAINN”, informou no post.

Selena foi alvo das mesmas perguntas em uma entrevista da Billboard, mas não falou do diretor diretamente. “Para ser honesta, não sei como responder, não porque estou tentando evitar. (As acusações contra Weinstein) aconteceram logo quando comecei o filme. Isso foi algo que precisei enfrentar e discutir”.

Até Mandy Teefey, mãe da atriz, recebeu questionamentos sobre a escolha da filha ser protagonista de “A Rainy Day in New York”, título provisório do filme de Allen. “Tive uma longa conversa com ela (Selena) sobre não trabalhar com ele e não funcionou”, afirmou.

Apesar do silêncio, Selena doou um valor superior ao salário do filme para a iniciativa Time’s Up. Rebecca Hall e Griffin Newman, outros atores do novo longa de Allen, também fizeram doações para campanhas a favor dos direitos das mulheres e contra violência sexual.

Elle Fanning, Jude Law, Liev Schreiber e Diego Luna compõem o elenco de “A Rainy Day in New York”, mas não se pronunciaram sobre o diretor e é incerto o que farão com seus salários.

Fonte: Metropoles







Comentários