Entretenimento / Cultura

BELÉM CABANA

Há dez anos o espetáculo 'Cabanos' ganha nova montagem

Sexta-Feira, 11/01/2019, 10:41:39 - Atualizado em 11/01/2019, 10:41:39 Ver comentário(s)

EDIÇÃO ELETRÔNICA

Há dez anos o espetáculo 'Cabanos' ganha nova montagem  (Foto: Divulgação)
Espetáculo se reinventa anualmente nesta época (Foto: Divulgação)

OMovimento da Cabanagem (1835-1840) inspira a programação promovida pela Secretaria de Estado de Cultura (Secult), hoje e amanhã, com uma agenda que comporta música, artes cênicas e visuais, visita a museus, arte de rua e cultura popular, em espaços gerenciados pela Secult e nas ruas da Cidade Velha, tudo com entrada franca. A programação, chamada de “Belém Cabana”, integra também as comemorações pelos 403 anos de Belém.

Hoje, a partir de 19h, no Mercado de São Brás, será realizado o “Sarau da Cabanagem”, organizado por Shaira Mana Josy trazendo convidadas como Slam Dandaras Amaná, as poetisas Filha de Vênus, Dra Poesia e Francine, e a DJ Ananindeusa. “Terá apresentação de rap feminino e poesias com a temática da Cabanagem. Estamos compondo exclusivamente para o evento, mas a Cabanagem em si e sua história está presente em nós, por sermos mulheres periféricas, algumas negras, e por fazermos da nossa arte ferramenta de resistência. Lutamos por visibilidade também, já que, na Cabanagem, mulheres estiveram na luta, mas não têm registro na história”, destaca Shaira.

Enquanto isso, no Theatro da Paz, haverá o relançamento do livro “Cabanagem, Poemas” e do CD “Poemas da Cabanagem”, do professor Valdecir Palhares. A história da única revolução em que o povo, de fato, tomou o poder, foi tão bem trabalhada no livro, que virou o espetáculo “Cabanagem, o Musical”, em 2016. Com encenação, adaptação e direção geral da atriz, diretora e pesquisadora Ester Sá, o musical foi o que deu desdobramento ao CD com 18 músicas que compõem sua trilha sonora, com arranjos de Luiz Pardal e Jacinto Kahwage e interpretação de Allan Carvalho, Nanna Reis e Rogério Brito. 

Ainda no Theatro da Paz, ocorrerá a apresentação do Coro Infanto-Juvenil Vale Música, seguido do espetáculo “Cabanos”, do Grupo Encenação. A montagem teatral é baseada em documentos históricos e rememora os principais fatos da Cabanagem, seus personagens históricos, como o Padre Batista Campos e os cabanos Félix Clemente Malcher, Francisco Pedro Vinagre e Eduardo Angelim. A dramaturgia, escrita há 10 anos, sempre passa por nova montagem próximo ao aniversário da revolução. 

“É sempre emocionante trazer esse espetáculo de volta aos palcos”, comenta Phellipe Marques, produtor e ator do grupo. 

Shaira Mana Josy (à esquerda) com outras mulheres que são atração do “Sarau da Cabanagem”. (Foto: Divulgação)

Cia de Teatro Madalenas, com o espetáculo “Lá Fábula” (Foto: Divulgação)

SÁBADO

No aniversário de Belém, sábado, a programação começa às 10h, no Anfiteatro do Parque da Residência, com cortejo afro, seguido pelo Cordão de Pássaro Colibri, do Coletivo In Bust de Teatro com Bonecos e da Cia de Teatro Madalenas, que apresenta o espetáculo “Lá Fábula”. Neste, é feita uma releitura da figura mítica de Dom Quixote, do Homem de Lata, do misterioso Velho do Saco, junto às arbitrariedades da Rainha Altiva sobre os seus três súditos. 

“Livre para todas as idades, esse é um espetáculo de autoria da Ester Sá, um mergulho no mundo da imaginação”, comenta Leonel Ferreira, coordenador da companhia.

Também a partir de 10h, no Museu Histórico do Estado do Pará (MHEP), além da exposição “Saramago”, em cartaz, haverá a “Imersão Cabana”, uma visita educativa ao acervo do museu com materiais históricos sobre a o movimento popular. A partir de 18h, em frente ao MHEP, o público poderá prestigiar apresentações de videomapping com os VJs Lobo e Luan, intervenção cênica com a atriz Ester Sá, cortejo com o Batalhão da Estrela até o Píer das Onze Janelas, culminando com Batuque Vozes de Fulô e Cobra Venenosa.

(Lais Azevedo/Diário do Pará)



Conteúdo Relacionado:





Comentários

Destaques no DOL