Entretenimento / Cultura

EDIÇÃO ELETRÔNICA

Ximbinha reúne amigos em show e sai em turnê com o melhor do brega-pop

Sexta-Feira, 02/03/2018, 09:52:23 - Atualizado em 02/03/2018, 19:23:52 Ver comentário(s) A- A+

Ximbinha reúne amigos em show e sai em turnê com o melhor do brega-pop (Foto: A.Miranda/Reality Productions)
Kim Marques, Nelsinho Rodrigues, Ximbinha, Carla Maués, Edilson Moreno e Marcelo Waal: time de respeito para resgatar os hits do brega-pop. (Foto: A.Miranda/Reality Productions)

Os principais hits de uma época de ouro do brega-pop paraense, como “Gererê”, “Palavras”, “Sonho de Amor”, “Pirangueiro” e “Me Libera (Baladeira)” estarão reunidos em um espetáculo inesquecível. É o que promete o “Cabaré do Brega”, novo projeto do músico Ximbinha, que junta sua guitarra amazônica às vozes de cinco nomes de peso da música popular paraense: Kim Marques, Nelsinho Rodrigues, Edilson Moreno, Marcelo Wall e Carla Maués. A cantora – que já fazia parte do último projeto de Ximbinha – completa o Cabaré com a beleza de sua voz afinadíssima. 

A ideia principal do “Cabaré do Brega”, de acordo com Ximbinha, “é fazer com que o público se reconecte com as raízes sonoras amazônicas”.

A turnê dos cinco amigos começa neste sábado, 3, na sede do Pará Clube, em Belém e vai percorrer todo o Pará. Já existem shows agendados até o fim de março, além de Belém, nas cidades de Macapá, Breves, Portel, Bagre e Igarapé -Açu.

A expectativa também é levar o espetáculo para todo o Brasil. Apesar de ser um sonho antigo de amigos, o momento não poderia ser mais adequado para lançar o projeto, já que a música de raiz do Pará continua em evidência no cenário nacional.

De acordo com Ximbinha e os companheiros, os fãs - não apenas os que vivenciaram a época em que ritmos caribenhos do brega-pop dominavam a cena local - podem esperar uma noite inesquecível.

Projeto antigo: Nomes de peso do brega no palco

 

Foto: A. Miranda/ Reality Productions

 O Cabaré do Brega é um desejo antigo, que existe desde os tempos em que os cinco amigos eram garotos em início de carreira. O tempo passou, todos se tornaram referências na música paraense e, após longos anos de estrada solitária, os cinco decidiram encarar o desafio.
 

O cametaense Kim Marques mudou-se para Belém em 1991 e logo se tornou um dos nomes mais requisitados no auge do brega-pop. Influenciado por ritmos como a lambada e o carimbó, Kim Marques estourou para o brega logo em seu primeiro álbum, “A Dança do Brega”, lançado em 1996. O disco contém sucessos que não saem das casas de shows do Pará até hoje, como a canção que dá título ao trabalho (É um, é dois, é fácil de aprender, girou não para mais!), “Tarado do Brega” e “Brincou Comigo”. Ao todo, Kim possui sete discos, um EP e um DVD.

 Já Nelsinho Rodrigues tem na voz inconfundível sua principal característica, e se faz presente nas casas paraenses desde o início dos anos 1990. Com influências que vão dos Beatles ao Ie-iê-iê, Nelsinho emplacou diversos hits, como “Me Libera” (Agora tudo que eu quero é dar a minha baladeira por aí com uma livreira qualquer!”), “Volta Logo” e “Porque Brigar Assim”.

 Compositor de respeito na música regional, Edilson Moreno já fez músicas para os principais artistas da terra. Ao todo, Moreno possui cinco discos gravados; o primeiro deles, “Na Pele” (1992), possui “Sonho de Amor” e “Não Me Deixe Só”, canções obrigatórias em todo barzinho paraense de respeito.

 Enquanto isso, Marcelo Wall é especialista em fazer corações apaixonados baterem mais forte. O seu principal sucesso, “Palavras”, foi eternizado pelos paraenses. É praticamente impossível ouvir a canção e não cantar junto. A música é um dos hits no espetáculo “Cabaré do Brega”. 

Carla Maués completa o time. Ela é compositora da música “Dançando Calypso” (Cavalo Manco), sucesso nacional na extinta Calypso. A cantora também participou de um concurso no programa Raul Gil para integrar a banda Divas do Brasil. Carla começou a cantar aos 7 anos, em igrejas. Nascida em Belém, integrou outros grupos antes de completar o trio da X-Calypso. No “Cabaré do Brega”, Ximbinha diz que Carla Maués “é a voz que representa sua guitarra”.

Ao lado, KIm Marques, Nelsinho Rodrigues, Ximbinha, Carla Maués, Edilson Moreno e Marcelo Waal: time de respeito para resgatar os hits do brega-pop. 

(Diário do Pará)







Comentários