Entretenimento / Cultura

EDIÇÃO ELETRÔNICA

Mistério sobre sumiço de Belchior é revelado

Quarta-Feira, 13/09/2017, 08:21:32 - Atualizado em 13/09/2017, 08:21:59 Ver comentário(s) A- A+

Mistério sobre sumiço de Belchior é revelado  (Foto: Divulgação)
Editora libera trecho da biografia que detalha o desaparecimento do músico, morto este ano. (Foto: Divulgação)

A biografia 'Belchior - Apenas um Rapaz Latino-Americano', escrita por Jotabê Medeiros e editada pela Todavia, promete responder ao mistério de tantos fãs brasileiros: por onde andou Antônio Carlos Belchior? O cantor cearense, que morreu de ataque cardíaco em abril deste ano, teria abandonado a cena cultural sem maiores explicações, recusando inúmeros convites para shows e apelos do público.

"Belchior começou a desaparecer em 2007. As evidências de que seu sumiço era inusitado e 'misterioso' foram sendo levantadas pela imprensa e por alguns vestígios que corroboravam a tese de uma fuga doida: além do ateliê abandonado, agentes que não conseguiam marcar show, pensões atrasadas, celular desativado, familiares que não conseguiam dizer como encontrá-lo, amigos que não sabiam mais seu endereço e, enfim, as primeiras dívidas", diz o trecho do livro, publicado no Omelete.

O artista saiu pelo mundo ao lado da sua companheira sem maiores explicações. As pistas sobre o desaparecimento de um dos mais reconhecidos cantores e compositores do Brasil se resumiam a contas deixadas em hotéis, carros abandonados em estacionamentos e aeroportos e relatos de fãs que encontraram o casal em pontos distintos do Uruguai e do sul do Brasil.

O desaparecimento chegou a ser noticiado pelo Fantástico, da Rede Globo, despertando a atenção da imprensa sobre o caso."Quando eu soube que ele tinha sumido por causa de umas dividazinhas, comecei a procurá-lo. Fui até a irmã dele. Eu podia resolver isso. Nós podíamos arrumar dois ou três shows e pagar tudo. Era coisinha. Mas não conseguia achá-lo. Ele não queria ser ajudado", contou o ex-governador do Ceará Ciro Gomes. Atual candidato à presidência, ele teria conhecido o músico em festivais dos anos 1970, enquanto participava de feiras hippies para vender sandálias de couros que ele mesmo fabricava. Na altura, o 'artesão' era amigo de Fagner, Ednardo e acabou conhecendo também Belchior. Este e outros depoimentos sobre o desaparecimento do cantor estão publicados no livro escrito por Jotabê Medeiros, no capítulo 'Bagalôs, charqueadas e acampamentos'.





Comentários