Entretenimento / Cultura

EDIÇÃO ELETRÔNICA

Culinária: creme italiano em versão amazônica

Sábado, 01/10/2016, 11:50:22 - Atualizado em 01/10/2016, 11:50:22 Ver comentário(s) A- A+

Culinária: creme italiano em versão amazônica (Foto: Divulgação )
(Foto: Divulgação )

A base do famoso creme Nutella é avelã e chocolate, mas o chocolatier Fábio Sicilia, 46 anos, proprietário da Gaudens Chocolate, descobriu que é possível deixar a receita ainda mais saborosa utilizando genuínos ingredientes amazônicos. Nasceu assim a Castella, pasta de cacau com castanha-do-pará. Com inspiração semelhante à marca famosa, a criação do chocolatier ainda prioriza ingredientes orgânicos e é livre de lactose e de glúten.

“Antes mesmo do produto, existe o conceito Gaudens. O foco de todos os nossos produtos é a excelência, um chocolate que leve ao ápice do prazer. É uma marca que a gente quer que saia para o mundo, para o mercado de luxo”, explica Sicilia. E a ideia de uma “Nutella” mais paraense era algo que Sicilia pensava há um tempo. Afinal, ele próprio sempre foi fã de pasta de avelã.

Para Sicilia, existe tanta nobreza tanto na castanha quanto na avelã. “E ela preenchia todos os quesitos necessários para fazer um creme delicioso. A gente fez uma primeira receita com lactose, e depois... você já ouviu falar em leite da castanha? Foi quando a gente experimentou fazer sem lactose, e ficou maravilhoso!”, conta o chocolatier. 

Da Castella, surgiram ainda outras receitas, como o Sorvete de Castella, o Petit Gateau de Castella e um Milkshake de Castella, criado em parceria com o chef paraense Arthur Bestene. “Sou um apaixonado pelos chocolates. E também decidi focar neles porque esse é um mercado promissor, que integra - com os vinhos - um verdadeiro mercado de luxo”, declara Sicilia. Por enquanto, o produto está à venda somente na loja anexa ao restaurante Famiglia Sicilia, em Belém. O pote de 200 gramas custa R$ 49.

 

(Laís Azevedo/Diário do Pará)

Leia também:

Comentários