Entretenimento / Cultura

EDIÇÃO ELETRÔNICA

Concertos vão reunir Flauta Doce e Trombone

Quarta-Feira, 14/10/2015, 13:59:49 - Atualizado em 14/10/2015, 14:45:56 Ver comentário(s) A- A+

Concertos vão reunir Flauta Doce e Trombone (Foto: Arquivo/Agência Pará)
(Foto: Arquivo/Agência Pará)

Estudantes de escolas públicas da rede municipal e estadual de ensino de Belém participarão, nesta sexta-feira (16/10), dos Concertos Didáticos promovidos pela Fundação Carlos Gomes (FCG). O projeto teve uma pausa em decorrência da realização do Festival de Ópera do Theatro da Paz, mas será retomado este mês com duas apresentações, às 10h e às 16h, no Theatro da Paz. Para esta edição, foram convidados estudantes das escolas EMEIF Avertano Rocha, de Icoaraci; a EMEF Donatila Lopes, de Mosqueiro, e a EMEIF Monsenhor Azevedo, de Outeiro. No total, 16 escolas municipais vão participar das atividades.

Pela manhã, os estudantes conferirão a apresentação do Quarteto de Trombones e à tarde vão aprender um pouco sobre o universo musical das flautas com o concerto de professores e alunos que fazem parte do grupo 'Flautas Doces da Amazônia'. Criado em 2011, o grupo de flautas surgiu como uma atividade de extensão do Instituto Estadual Carlos Gomes (IECG). O objetivo do trabalho musical é proporcionar aos alunos a vivência de tocar em conjunto e com isso conhecer e desenvolver repertório próprio para a flauta doce, oportunizando aos estudantes do Carlos Gomes o início de uma atividade artística.

O grupo, formado por 23 componentes, chama atenção pela variedade de flautas doces que são usadas em cada apresentação e também pela riqueza e delicadeza sonora desse instrumento. Os integrantes vão subir ao palco do teatro para tocar sete diferentes tamanhos de flautas doces, a menor medindo aproximadamente 48 cm e a maior 2,20m.

A coordenação do grupo é do professor de flauta doce do IECG, Acácio Cardoso. O músico destaca o repertório que será executado para os estudantes das escolas públicas. “No concerto didático do Theatro da Paz tocaremos um repertório de estilos variados para que os alunos que forem assistir possam perceber o quão grande pode ser o universo da flauta doce. No programa, teremos peça do estilo barroco (Vivaldi), do classicismo (Mozart), peças brasileiras populares como o Brasileirinho e Mourão (Baião de Guerra-Peixe) e também teremos músicas paraenses como as canções de Waldemar Henrique, um pout-pourri de carimbó e a música “Imagem de Nós” do maestro paraense Luiz Pardal.

Além do ‘Flautas Doces da Amazônia’ haverá também a apresentação de um Quarteto de Trombones.

(DOL com informações da Agência Pará)

Leia também:

Comentários