Notícias / Cultura

EDIÇÃO ELETRÔNICA

Prêmio IAP de Artes Literárias revela talentos

Terça-Feira, 20/09/2011, 13:07:07 Ver comentário(s) A- A+

O presidente do Instituto de Artes do Pará, Heitor Pinheiro, anunciou o nome dos oito vencedores do Prêmio IAP de Artes Literárias 2011. A expectativa dos contemplados era grande e o resultado foi marcado por grande emoção por parte dos ganhadores.

Carlos Correia Santos, vencedor na categoria romance, expressou seu agradecimento falando de sua inspiração. “O IAP tem uma importância fundamental para mim. É a terceira vez que ganho o Prêmio IAP e antes de falar em nome dos colegas eu preciso fazer um registro, porque eu estou muito, muito emocionado, pois este livro premiado é inspirado na história de vida da minha avó. Ela faleceu num dia 19 e hoje é 19, dia em que recebo deste feliz comunicado. Não é a toa que eu estou aqui com minha mãe, ela também está no livro. Muito obrigado ao Instituto de Artes do Pará, porque dar páginas ao escritor é dar vida, é dar carne para a alma do escritor, então muitíssimo obrigado, vida longa ao prêmio IAP. Que beleza é poder viver esta experiência e o poema maior que a gente pode dar neste momento é uma palavrinha, obrigado, muito obrigado.”

O Governo do Estado, por meio do IAP, vem realizando projetos que priorizam a integração de ações culturais, sobretudo as desenvolvidas pelo instituto. Neste ano, uma das premiadas veio de Marabá. Eliane Pereira Machado Soares, vencedora na categoria poesia, expressou sua alegria. “Em primeiro lugar eu quero parabenizar o IAP por esta iniciativa, acho que para cada um de nós o prêmio representa muito. Quando a gente vê a obra sendo concretizada, este reconhecimento por uma instituição tão importante, tão séria, tão substantiva quanto o IAP, realmente é maravilhoso. Acho que a arte e a literatura tem um papel fundamental na educação, na escola pública. Fica minha proposta de lançar este prêmio para os estudantes deste nosso imenso Pará que acho muito importante, tem um papel fundamental na  questão da integração”.

 A comissão que julgou os trabalhos declarou que o nível das obras apresentadas foi excelente, o que comprova a importância do prêmio para a revelação dos artistas no Pará. João Bosco Maia da Silva, vencedor do prêmio na categoria romance, declarou que o compromisso maior como escritor é diminuir esse abismo entre o leitor e a literatura.

Os projetos desenvolvidos pelo IAP possuem um caráter de humanização de suas ações, levando em consideração a necessidade de valorizar o artista paraense, contribuindo para que ele desenvolva seu talento e mostre suas criações para o grande público consumidor de cultura, que são todos os paraenses dentro de seu universo regional. O Prêmio IAP de Artes Literárias 2011 possibilita que diversos autores dos mais diversos recantos do Estado tenham a oportunidade de dar vida a sua obra. A premiação e publicação das mesmas possibilitam inserir o criador no contexto cultural universal. (Agência Pará)

Leia também:

Comentários